Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



 

 

 A Universidade Agostinho Neto acolheu hoje (quinta-feira) 28 de Março de 2013 uma conferência sobre o Processo dos 50.

A Conferencia decorreu sob tema: “ Processo dos 50, um acumulador explosivo para o 4 de Fevereiro”, teve lugar no auditório do Campus Universitário em Camama, apresentada pelo historiador Dr. Simão Souindoula e moderada pelo nacionalista José Diogo Ventura.

A actividade é promovida pela Associação “Processo dos 50”, que é a actual sigla daqueles homens que no longínquo ano de 1959 ousaram enfrentar o Governo Colonial exigindo a independência de Angola, partindo daí todas outras acções que conduziram o país a liberdade alcançada em 1975 e proclamada a África e ao Mundo pelo guia imortal Dr. Agostinho Neto.

A Conferencia foi um espaço de reflexão aberta que teve como público-alvo a juventude universitária, no intuito de dar-lhes a conhecer o passado histórico e contou com a presença do Magnífico Reitor da Universidade Agostinho Neto Professor Orlando da Mata, Doutora  Maria Eugenia Meto, e os membros do Processo dos 50 nomeadamente Luís Rafael Carvalho, José M. Lisboa, Amadeu Amorim e José Diogo Ventura.

 

 Fonte: Gabinete de Informação Científica e Documentação da UAN

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:16

Mayamba Editora, o autor e o Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS) têm o grato prazer de o/a convidar para participar do acto de lançamento do livro OS ESTADOS DA LINHA DA FRENTE E A GESTÃO DE AMEAÇAS NA ÁFRICA AUSTRAL, a ter lugar:

Dia: 26 de Março (Hoje)

Hora: 16H

Local:  Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais - (CIS) (Talatona).

O livro OS ESTADOS DA LINHA DA FRENTE E A GESTÃO DE AMEAÇAS NA ÁFRICA AUSTRALdesenvolve brevemente as perspectivas teóricas sobre as alianças em geral e sobre os Estados da Linha da Frente, em particular. Explora o que a literatura das Relações Internacionais diz sobre as alianças, focalizando nos estudos feitos no âmbito de quatro tradições teóricas: o realismo, o liberalismo, o racionalismo e o construtivismo. Apresenta ainda as principais características da teoria de Weitsman sobre as alianças que ajudam a estudar os Estados da Linha da Frente  a partir da perspectiva de gestão de ameaças. Nele se define também os regimes minoritários brancos como uma ameaça para os Estados fundadores dos ELF – a Tanzânia, a Zâmbia e o Botsuana, na óptica da dinâmica de ameaças internas e externas que motivaram a formação dos ELF como uma aliança de balança de ameaças.
O livro explora ainda  a expansão, ou seja, o alargamento dos Estados da Linha da Frente, através do alinhamento de novos Estados depois da conquista das suas independências. São os casos de Moçambique (1975), de Angola (1975), do Zimbabwe (1980), da Namíbia (1990) e da queda do regime minoritário e segregacionista branco da África do Sul e explica a continuidade do CIEDS (Comité Inter-Estatal para a Defesa e Segurança) e a transformação dos Estados da Linha da Frente no OCPDS (Órgão de Cooperação nas áreas de Política, Defesa e Segurança).
É um livro destinado a todos os leitores, sobretudo os que se interessam pela compreensão das relações internacionais, com concentração nas questões de segurança e especificamente na região da África Austral, políticos, historiadores, docentes e discentes de Ciência Política e de Relações Internacionais.
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:39

Mayamba Editora, o autor e o Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais (CIS) têm o grato prazer de o/a convidar para participar do acto de lançamento do livro OS ESTADOS DA LINHA DA FRENTE E A GESTÃO DE AMEAÇAS NA ÁFRICA AUSTRAL, a ter lugar:

Dia: 26 de Março (Terça-feira)

Hora: 16H

Local:  Instituto Superior de Ciências Sociais e Relações Internacionais - (CIS) (Talatona).

 

Apresentação:

 

Características do Livro:

Título: OS ESTADOS DA LINHA DA FRENTE E A GESTÃO DE AMEAÇAS NA ÁFRICA AUSTRAL

Autor: José Abel Moma

ISBN: 978-989-8370-60-5

Editora: Mayamba

Tema:  Relações Internacionais

Formato: 15,5 x 23 cm

N.º de páginas: 116

Capa: brochado com badanas

PVP: Akz 2.500,00

 

Sobre o livro

O livro OS ESTADOS DA LINHA DA FRENTE E A GESTÃO DE AMEAÇAS NA ÁFRICA AUSTRALdesenvolve brevemente as perspectivas teóricas sobre as alianças em geral e sobre os Estados da Linha da Frente, em particular. Explora o que a literatura das Relações Internacionais diz sobre as alianças, focalizando nos estudos feitos no âmbito de quatro tradições teóricas: o realismo, o liberalismo, o racionalismo e o construtivismo. Apresenta ainda as principais características da teoria de Weitsman sobre as alianças que ajudam a estudar os Estados da Linha da Frente  a partir da perspectiva de gestão de ameaças. Nele se define também os regimes minoritários brancos como uma ameaça para os Estados fundadores dos ELF – a Tanzânia, a Zâmbia e o Botsuana, na óptica da dinâmica de ameaças internas e externas que motivaram a formação dos ELF como uma aliança de balança de ameaças.

O livro explora ainda  a expansão, ou seja, o alargamento dos Estados da Linha da Frente, através do alinhamento de novos Estados depois da conquista das suas independências. São os casos de Moçambique (1975), de Angola (1975), do Zimbabwe (1980), da Namíbia (1990) e da queda do regime minoritário e segregacionista branco da África do Sul e explica a continuidade do CIEDS (Comité Inter-Estatal para a Defesa e Segurança) e a transformação dos Estados da Linha da Frente no OCPDS (Órgão de Cooperação nas áreas de Política, Defesa e Segurança).

É um livro destinado a todos os leitores, sobretudo os que se interessam pela compreensão das relações internacionais, com concentração nas questões de segurança e especificamente na região da África Austral, políticos, historiadores, docentes e discentes de Ciência Política e de Relações Internacionais

 

 

Fonte:

Mayamba Editora

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:52


Inauguração do Complexo de Práticas de Campo do Cabo Ledo

por Lopes Baptista Morais, em 22.03.13

A Universidade Agostinho Neto inaugura, no Sábado, dia 23 de Março, às 8H30 minutos, o seu Complexo de Práticas de Campo, na localidade de Cabo Ledo.

 

O acto de inauguração será presidido pelo Ministro do Ensino Superior, Professor Doutor Adão do Nascimento, que fará o corte da fita inaugural e o descerramento da Placa, identificadora  do Complexo de Práticas de Campo do Cabo  Ledo da Faculdade de Ciências.

 

O Complexo de Práticas de Campo do Cabo Ledo responde à necessidade de aliar a teoria e a prática por parte dos estudantes dos cursos de Geologia, Geofísica e Engenharia Geográfica, prevista nos planos de estudos da Faculdade de Ciências, uma componente de capital importância para o desenvolvimento de competências e habilidades profissionais.

 

Com o patrocínio das Empresas Associadas do Bloco14, em 2005, foi construída a casa de apoio às práticas de campo com capacidade para albergar 18 pessoas entre docentes, discentes e pessoal auxiliar.

 

Com vista a melhorar as condições de trabalho e absorver maior número de estudantes foram realizadas mais obras, consubstanciadas na Construção de um reservatório de água com capacidade para 14.000 Litros; Aquisisão e instalação de um gerador 14,5 KVA; a Construção de sanitários, esplanada, cozinha, dispensa e duas naves para alojamento com capacidade de albergar 80 estudantes e aquisição de meios de transporte para o apoio logístico (um camião cisterna, uma carrinha e um mini autocarro).

 

Atendendo a importância do evento, vimos por este meio, convidar os Órgãos de Comunicação Social a agendarem a cobertura do referido evento.

 

Para entrevistas, queiram contactar o Professor Doutor João Gaspar da Silva (923 400 575), Decano da Faculdade de Ciências.

 

 

Fonte:

 

Gabinete de Informação Científica e Documentação da Universidade Agostinho Neto

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:21


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D

subscrever feeds